Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/29736
Título: As forças armadas da república popular da China:as influências de Mao Tsé-Tung na atualidade/Alexandre Ernesto Corrêa Sampaio; orientador: Alceu O. C. Jungstedt
Orientador(es): Jungstedt, Alceu Oliveira Castro Orientador
Autor(es): Sampaio, Alexandre Ernesto Corrêa
Palavras-chave: assuntos militares em geral
ciência militar
T8 - ESTRATÉGIA, ESTRATÉGIA MARÍTIMA E ESTRATÉGIA NAVAL (DGPM-305)
China-Forças Armadas
Estratégia militar
Doutrina militar
Data do documento: 2010
Editor: Rio de Janeiro:EGN,
Descrição: EGN:Monografia apresentada à Escola de Guerra Naval, como requisito parcial para conclusão do Curso de Estado-Maior para Oficiais Superiores - C-EMOS.
As Forças Armadas da República Popular da China ainda preservam diversos conceitos milita res do líder e estrategista chinês Mao Tsé - Tung (1893 - 1976). Através de pesquisas bibliográficas e documentais, o objetivo é analisar o s referidos conceitos de Mao, que são apresentados de forma comparativa, descrevendo as ideias relacionadas a os assuntos estratégicos e militares concebidas p elo líder chinês , confrontando com as características atualmente vigentes no Exército de Libertação Popular da China. U ma forma moderna de preparação para uma guerra com adesão popular é praticada , representada pela exi stência das milícias populares . As Forças Armadas permanecem subordinadas ao Partido Comunista da China e os militares recebem um doutrinamento político constante, tal como foi idealizado por Mao. A China procura manter - se atualizada em termos de tecnologi a militar, mas adapta as novas doutrina s e os equipamentos modernos à realidade e cultura chinesas. Adere à estratégia de defesa ativa , onde é valorizada a iniciativa das ações. C onsiderando a hipótese de combater contra um oponente superior, o Exército de Libertação Popular se prepara para empregar determinadas formas de Guerra Assimétrica em conjunto com ações psicológicas e modernas táticas de guerrilha no mar , resgatando os pensamentos tradicionais maoístas . Finalmente, o conceito de guerra prolongada, concebido por Mao durante a resistência e expulsão dos japoneses entre 1937 e 1945, continua em vigor sob um enfoque moderno, visando a retardar ou impedir o acesso do inimigo ao teatro de operações, a fim de ganhar tempo para a preparação para a guerra, d esgastar o inimigo e auferir êxito na mesa de negociações. Conclui - se, por fim , que as Forças Armadas da China não estão baseadas somente em armas tecnologicamente avançadas, mas permanecem adotando os conceitos militares tradicionalistas de Mao Tsé - Tung.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00000c/00000c85.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/29736
Aparece nas coleções:Defesa Nacional: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso
Estudos Militares: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
00000c85.pdf315,23 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.