Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/451555
Título: Gestão ambiental nos portos
Orientador(es): Menegon, Melissa
Autor(es): Barreiros, Lethicia
Palavras-chave: Problemas ambientais
Problemas do meio ambiente
Proteção ambiental
Gestão ambiental
Meio ambiente
Data do documento: 2015
Editor: Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA)
Descrição: Em tempos em que mais é menos, em que se procura otimização do consumo as questões ambientais podem ser deixadas de lado, como já tem sido durante os últimos anos. Quando se trata do bem-estar do consumo humano tudo deixa de ser prioridade, e não é diferente com o meio ambiente, este vem sendo deixado de lado pela sociedade e pelas lideranças políticas em si durante as décadas que vem se passando. Apenas nas duas últimas décadas se percebeu a importância de cuidar da terra, do nosso meio ambiente e evitar que o consumo excessivo nos faça ter um futuro em desarmonia com a natureza. As constantes mudanças que visam modificar esse cenário de irresponsabilidade ao lidar com o meio ambiente não se fazem diferente no meio marítimo. Nos dias atuais as adequações dos portos buscam causar menos danos e reparar quando possível. Mas como causar menos danos ao meio ambiente marinho em geral e seus seres sem atrapalhar a economia?Apenas com planejamento, educação ambiental, capacitação dos agentes ambientais e uma boa administração se conseguira uma Gestão Ambiental otimizada nos portos, gestão esta que haja sempre evitando desperdícios, congestionamentos e prejuízos em geral a economia ou ao meio ambiente. O porto é o elo entre os modais de transporte e parte integrante do planejamento urbano de uma Cidade. O modelo de consumo da sociedade moderna, assim como a principal fonte energética que adotamos,o petróleo, motivou a preocupação com os indicadores ambientais para fomentar a competitividade desse mercado em ascendente expansão, o transporte de mercadorias pelas águas. Inerente as atividades portuárias e marítimas, os riscos ambientais devem ser avaliados para buscar ações preventivas, corretivas e remediativas, as quais são adotadas num Sistema de Gestão Ambiental Portuário, o qual a Agencia Nacional de Transportes Aquaviário (ANTAQ) discute amplamente para que os Portos Organizados adotem esse Sistema. O presente trabalho trata à necessidade de adequação ao mercado e as Leis ambientais vigentes das atividades portuárias,fomento para incorporar seus investimentos em tecnologias mais limpas e seguras, capacitar seus colaborados e oferecer um ambiente mais seguro e saudável, reduzindo seus passivos ambientais e ampliando sua preocupação com o desenvolvimento sustentável do setor extramuros, envolvendo a sociedade e consequentemente revitalizando a zona portuária.
Abstract: In times when more is less, which seeks to optimize the consumption of environmental issues can be set aside, as it has been in recent years. When it comes to the welfare of all human consumption ceases to be a priority, and it is no different with the environment, this has been pushed aside by society and the political leadership itself over the decades that has been going on. Only in the last two decades it has realized the importance of caring for the earth, our environment and prevent excessive consumption in do have a future in harmony with nature. The constant changes aimed at changing this scenario irresponsibility in dealing with the environment does not make it different in the marine environment. Nowadays the adaptations of ports seek to cause less damage and repair when possible. But as causing less damage to the marine environment in general and its beings without disturbing economia Only with planning, environmental education, training of environmental agents and good administration are managed an Environmental Management optimized ports, managing this there is always avoiding waste , congestion and losses in general the economy or the environment. The port is the link between modes of transport and part of the urban planning of a city. The consumption model of modern society as well as the main energy source we adopt, oil, led toconcern about the environmental indicators for competitiveness of this market on an upward expansion, the transport of goods by water. Inherent in the port and maritime activities, environmental risks must be assessed to seek preventive, corrective and remedial, which have been used in a Port Environmental Management System, which the National Agency of Waterway Transportation (ANTAQ) discusses widely for the Ports Organized adopt this system. This paper deals with the need to adapt to the market and the prevailing environmental laws of the port activities, development to incorporate their investments in cleaner and safer technologies empower your collaborated and offer a safer and healthier environment by reducing its environmental liabilities and expanding its concern for the sustainable development of extramural sector, involving the company and consequently revitalizing the waterfront.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00000b/00000bda.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/451555
Aparece nas coleções:Multidisciplinar: Coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
00000bda.pdf373,91 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.