Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843842
Título: Caracterização da população de Sargassum furcatum e seus epibiontes do banco da Ilha do Cabo Frio, Arraial do Cabo, RJ: sazonalidade e propriedades antibacterianas
Orientador(es): Neves, Maria Helena Campos Baeta
Autor(es): Ferreira, Isabel Cristina Cunha
Palavras-chave: V - CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO (DGPM-305)
V5 - ECOLOGIA MARINHA (DGPM-305)
Alga marinha-Cabo Frio, Ilha do (RJ)
Macroalga-Cabo Frio, Ilha do (RJ).
Data do documento: 2018
Descrição: Dissertação (mestrado) - Programa Associado de Pós-Graduação em Biotecnologia Marinha IEAPM/UFF, Arraial do Cabo, 2018.
Bibliografia: p. 77-81.
As macroalgas constituem um habitat bastante favorável à formação de comunidade acompanhante e produzem uma gama de moléculas que podem ser utilizadas na área biomédica, cosmétic a, indústria alimentar e farmacêutica, o que faz destes organismos marinhos um alvo de estudo muito interessante em termos biotecnológicos. O gênero Sargassum está entre as macroalgas marinhas mais ricas em termos de comunidade acompanhante. Além disso, es te gênero está entre os detentores de compostos antioxidantes, antibacterianos, antitumorais, antimaláricos, anti - herbivoria e propriedades anti - incrustantes. Considerando a importante relação entre os bancos de algas e a comunidade epibionte, além da impo rtância das algas no campo da biotecnologia marinha, o presente estudo visou a ampliação do conhecimento da espécie S. furcatum e seus epibiontes, caracterizando as espécies em termos ecológicos no que diz respeito a seus parâmetros populacionais e sua com unidade acompanhante, bem como as propriedades antibacterianas de S. furcatum e a influência de seus epibiontes sobre bactérias marinhas atuantes no processo de bioincrustação. O presente estudo mostrou o primeiro crescimento do banco após cinco anos de co lapso. Os resultados indicaram que no verão de 2015, o banco de S. furcatum voltou a apresentar um crescimento e aumento de biomassa significativo e que suas epífitas acompanharam o padrão de crescimento e senescência do banco. Em termos de atividade antib acteriana, o presente estudo mostrou que os extratos brutos de S.furcatum nos diferentes solventes de extração testados (aquoso, etanol e diclorometano) apresentaram atividade inibitória. O epifitismo influenciou, de forma negativa, a ação dos extratos sob re as cepas de bactéria utilizadas. Este estudo mostrou que extratos não epifitados de S. furcatum , cujo solvente de extração utilizado seja diclorometano apresentaram maior poder inibitório sobre o crescimento bacteriano. Conhecendo o importante papel que o crescimento de bactérias e a formação do biofilme tem na fase inicial da bioincrustação, tal extrato deve possuir compostos bioativos antibacterianos promissores para a síntese de anti - incrustantes para o desenvolvimento de tintas a base de produtos nat urais.
Abstract: M acroalgae constitute a favorable habitat for a rich and diverse associated community . They are able to produce a wide range of biomolecules with applicat ion in biomedicine, cosmetics, food, and pharmaceutical industries and because of those properties, these organisms have been studied for biotechnological applications. The genus Sargassum is one of the richest marine macroalgae regarding associated commun ity. Furthermore , th e algae of this genus ha ve compounds with antioxidant, antitumoral, antimalarial, antiherbivore and antifouling properties. Considering the important relation between algal beds and epibiont community, as well as the ir importance to mar ine biotechnology research , the present study aim ed to increase the knowledge about Sargassum furcatum (Küetzing,1843) and its epibionts. Population parameters and their associated fauna were studied. Moreover , we tested the antibacterial properties of S. furcatum and its epibionts on marine bacteria present in biofouling growth . The present study was performed after five years of a collapse in the seasonal growth of the bed . Our results indicated that in the summer of 2015, the S. furcatum b ed showed a re markable growth and biomass increase , followed by the growth of epiphytes until the senescence of the host algae, despite the years of negligible growth. In terms of antibacterial activity, the present study showed that the crude extracts of S.furcatum sho wed inhibitory activity using different extraction solvents (aqueous, ethanol and dichloromethane). Epiphy tism influenced negatively the action of the extracts on the bacterial strains used. Our findings indicated that extracts of S. furcatum in dichlorome thane ( without epiphytes) showed superior inhibit ion on bacterial growth. Considering the important role of bacteria l growth and the formation of the biofilm to the initial phase of biofouling, the extract s obtained from the algae might have promising anti bacterial compounds that could be used for the development of a natural product - based antifouling paint.
URI: http://www.redebim.dphdm.mar.mil.br/vinculos/00001b/00001bda.pdf
http://repositorio.mar.mil.br/handle/ripcmb/843842
Aparece nas coleções:Ciência, Tecnologia e Inovação: Coleção de Dissertações

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
00001bda.pdf1,43 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.